Da arte para o tecido - de Picasso a Warhol

 

O American Textile History Museum em Lowell, Massachusetts, EUA, apresentou a exposição Artist Textiles: Picasso to Warhol, que consistiu numa selecção de têxteis criados por alguns dos artistas mais célebres do séc. XX como Georges Braque, Alexander Calder, Marc Chagall, Salvador Dalí, Sonia Delaunay, Raoul Dufy, Barbara Hepworth, Fernand Léger, Henri Matisse, Joan Miró, Henry Moore, Pablo Picasso, Ben Nicholson e Andy Warhol.

 

A ideia de se aplicar aos texteis para vestuário e decoração as criações de artistas plásticos de renome internacional permitiu que a sociedade de consumo tivesse um maior acesso a obras de arte exclusivas a classes sociais mais elevadas, ao poder ter um vestido feito com tecido desenhado por, por exemplo, Pablo Picasso.

 

Depois da Segunda Guerra Mundial, artistas como John Piper, Salvador Dalí, e Ben Nicholson pretendiam "criar uma obra de arte em cada casa" e conseguiram-no ao transformar as suas obras em vestuário comercial, desde um vestido Joan Miró a uma gravata Salvador Dalí. 

 

Por volta dos anos 60, Picasso permitia que as suas pinturas fossem transferidas para quase todos os tipos de tecido à excepção de tecidos para estofos porque não queria que o público se sentasse nelas! 

 

Já o trabalho de Andy Warhol - o rei da Arte Pop - assentava neste ideal de arte democrática que nem uma luva! Ele mandou estampar vários padrões em fábricas cujas identidades gostava de manter secreta e, dado que não obtiveram grande sucesso comercial, existem poucos exemplares dos seus tecidos. No entanto, uma das mais famosas peças estampadas é o vestido com gelados que mostra uma grande modernidade e, claro, uma estreita relação com a sociedade de consumo.

Please reload

Em destaque!

As aulas na Menina Albertina

March 4, 2016

1/10
Please reload

Arquivos:
Please reload

Por temas: